Banner

Você está aqui:Home/Últimas Notícias/Rival de brasileiro por título do Brave, alemão lembra de 7x1 e provoca: "Brasil vai perder em casa de novo"
A+ R A-
14 Jul

Rival de brasileiro por título do Brave, alemão lembra de 7x1 e provoca: "Brasil vai perder em casa de novo"

  • Escrito por  Primeiro Round
  • Imprimir
  • E-mail
Avalie este item
(0 votos)
Rival de brasileiro por título do Brave, alemão lembra de 7x1 e provoca: "Brasil vai perder em casa de novo" Divulgação

 

O jovem alemão Timo Feucht terá uma oportunidade de ouro no dia 12 de agosto. Ele viaja ao Brasil para enfrentar Klidson Abreu pelo título meio-pesado do Brave, organização de MMA internacional criada pelo Príncipe do Bahrein. Com seis vitórias em seis lutas, Feucht não faz questão de tentar conquistar a torcida de Curitiba e já provocou o adversário lembrando de um episódio traumático do esporte brasileiro: o 7x1 sofrido em casa para a seleção alemã na Copa do Mundo de 2014.

Em entrevista ao site alemão "GNP1", "Teddy" garantiu que não irá voltar para casa com o "segundo lugar" e disse que pretende ser mais um representante da Alemanha a conquistar o Brasil.

"É claro que ter os fãs ao seu lado é ótimo e te dá muita energia, mas lutar pelo título mundial é motivação suficiente para mim. Acredito que essa luta vai ser mais uma derrota do Brasil para a Alemanha em casa, como foi em 2014 (risos). Eu certamente não irei voltar para casa com o segundo lugar. Vamos trazer o ouro para minha cidade de Leipzig", declarou Feucht.

Aos 21 anos, Feucht se diz tranquilo com a oportunidade de lutar pelo título mundial, e não se importa com as credenciais do adversário, especialista na luta de chão e que já tem uma vitória por finalização no Brave:

"Ele é um grappler forte, um cara que se sente à vontade no chão. Definitivamente, é o ponto forte do Klidson. Eu acho que ele vai querer me colocar para baixo, mas não sei se vou aceitar isso. Depende da hora da luta, se eu perceber que tenho a vantagem em pé, não irei aceitar a luta de chão, certo? Tudo depende da hora da luta", comentou Timo, que revelou estar honrado com a chance de se tornar campeão mundial com apenas 21 anos.

"Esse cinturão significa muito para mim. É uma honra absoluta lutar fora de casa e logo na casa do MMA. É uma honra mesmo. Eu estou muito animado e me preparando como nunca para essa oportunidade", garantiu.

Timo Feucht enfrentará Klidson Abreu na luta principal do Brave 8: The Rise of Champions, que irá coroar dois novos campeões mundiais. Além da categoria meio-pesado, os meio-médios também terão um novo rei: o libanês Mohammad Fakhreddine enfrenta o inglês Carl Booth na disputa do título até 77 kg. Além dos dois duelos de cinturão, nomes como Luan "Miau" Santiago, Lutador do Ano no Brasil em 2016, e os ex-lutadores do UFC Wagner Gomes e Wendell de Oliveira também estarão em ação no dia 12 de agosto, em Curitiba.

 

Banner

Comentários

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Filtrar notícias por data:

« Julho 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: