Banner

Você está aqui:Home/Últimas Notícias/WGP Curitiba: estreia na cidade tem disputa de cinturão e lutas extras com estrelas do kickboxing
A+ R A-
05 Jun

WGP Curitiba: estreia na cidade tem disputa de cinturão e lutas extras com estrelas do kickboxing

  • Escrito por  Primeiro Round
  • Imprimir
  • E-mail
Avalie este item
(0 votos)
WGP Curitiba: estreia na cidade tem disputa de cinturão e lutas extras com estrelas do kickboxing Divulgação

Conhecido por ser o berço da trocação no Brasil, a cidade de Curitiba recebe pela primeira vez uma edição do WGP Kickboxing, maior evento da modalidade na América Latina. No dia 1º de julho, o público paranaense terá a oportunidade de acompanhar uma edição para lá de especial, com disputa de cinturão entre Paulo Tebar e Guilherme Sanchos pelos super-leves (até 64,5kg) e outras duas lutas especiais que prometem fazer história. Os curitibanos Ariel Machado e Jhonata Diniz, dois dos principais nomes do kickboxing brasileiro, encaram o argentino Lucas Alsina e o paraguaio Carlos Meza, pela divisão dos pesados (até 94,1kg) e super-pesados (+94,1kg), respectivamente, em lutas bônus que ocorrerão após a disputa do título. O evento terá transmissão do Canal Combate, Fox Sports e Bandsports.

"Esse evento é um desejo antigo do WGP. Curitiba é a meca dos principais atletas da trocação no país e poder chegar na cidade vai ser motivo de grande satisfação. Desde já quero convocar todos os curitibanos para comparecer em peso, apoiar os atletas locais como Ariel e Jhonata, que são dois dos maiores lutadores brasileiros na atualidade, e aproveitar o grande evento que vamos fazer para a cidade. Além disso, tem o cinturão dos super-leves e o Challenger GP que prometem muito", festeja o diretor-executivo do WGP Paulinho Zorello.

Após subir de categoria, Tebar disputa cinturão com Guilherme Sanchos

Ex-campeão dos leves, o paulistano Paulo Tebar terá mais um grande desafio pela frente. Após abrir mão do cinturão dos leves para subir de categoria por conta do agressivo corte de peso da divisão dos 60kg, o lutador terá a chance de voltar a ostentar um título da organização. Tebar vem de vitória sobre Wilson Djavan no WGP #36, em duelo que marcou sua estreia na divisão dos super-leves e agora encara Guilherme Sanchos na briga pelo posto de campeão da categoria de cima.

Posto esse que era de Emerson Falcão, lutador da Nova União e um dos treinadores do astro José Aldo, que também abriu mão do título para tratar de uma grave lesão na perna. Com cerca de dez lutas disputadas na carreira e boa parte da sua história construída no WGP, Tebar, aos 26 anos, faz o segundo duelo no evento em menos de três meses.

Adversário do paulistano, Guilherme Sanchos conquistou a chance pela sua performance e profissionalismo no WGP. O gaúcho de Porto Alegre foi derrotado por Anderson Buzika no seu último duelo, em combate que valia o cinturão interino da categoria - na época Falcão ainda era o campeão linear -, mas Buzika não bateu o peso-limite e a conquista de título foi anulada, segundo prevê as regras da WAKO PRO (World Association of Kickboxing Organizations), entidade que chancela o evento. Com isso, a organização entendeu que o mais justo era a presença de Sanchos diante de Tebar, já que o retrospecto do lutador é extremamente positivo.

Aos 25 anos, Sanchos possui 44 lutas na carreira, com 38 vitórias e apenas seis derrotas. No WGP, o atleta vinha de três triunfos consecutivos até o revés para Buzika. Conhecido pela agressividade e velocidade, ele detém títulos como o de campeão brasileiro (amador) em 2015 e campeão Kickboxing Open em 2014. Sanchos também conhecido como Ceará e integra a equipe Ceará Team.

Estrelas do Glory lutam em casa diante de pedreiras sul-americanas em lutas bônus após o duelo principal

Para coroar a estreia no berço da luta em pé no Brasil, o WGP Curitiba conta ainda com outras presenças especiais. Nas lutas bônus programadas pelo evento para depois do combate principal, fechando em grande estilo o card, dois nomes muito reconhecidos no cenário internacional. Os curitibanos Ariel Machado e Jhonata Diniz terão pela frente o argentino Lucas Alsina e paraguaio Carlos Meza, em combates peso-pesado e super-pesado, respectivamente. Ambos os brasileiros são lutadores do Glory, maior evento da modalidade no mundo, mas enquanto Ariel vai para seu terceiro combate no WGP, Jhonata faz a sua estreia.

Aos 30 anos, Ariel Machado possui um vasto retrospecto no kickboxing profissional. Ao todo foram 54 lutas disputadas na carreira, com 46 vitórias e oito reveses. Com títulos brasileiro e pan-americano no currículo, o curitibano integra o plantel de lutadores do Glory desde outubro do ano passado e vem de dois triunfos seguidos na organização. Machado, inclusive, é o próximo desafiante ao cinturão da organização norte-americana e aguarda a apenas o campeão se recuperar de lesão. Seu adversário é o argentino Lucas Alsina. Aos 31 anos e natural de Buenos Aires, o lutador já fez dois duelos no WGP, um deles pelo cinturão da categoria no WGP diante de Guto Inocente, onde acabou derrotado por nocaute.

No outro combate bônus mais um atleta local que promete levantar o público curitibano. Jhonata Diniz é estreante no WGP, mas integra a equipe de lutadores brasileiros no Glory a mais tempo, desde 2012. Acostumado a grandes desafios, o lutador terá pela frente outra pedreira. O paraguaio Carlos Meza, de apenas 21 anos, também é ex-desafiante ao cinturão dos pesados - foi derrotado por Felipe Micheletti, no WGP #31 - e conhecido por ser o principal nome do esporte em seu país com um cartel de 21 lutas e 17 vitórias na carreira profissional.

Challenger GP e superlutas fecham o card

O evento conta ainda com um Challenger GP da divisão dos super-leves. Em uma das semifinais o também paranaense da capital, Inglesson de Lara, encara o paulista Vinicius Bereta, da renomada equipe União ABC, enquanto na outra chave o curitibano Jordan Kranio encara Samuel Pereira, também paranaense, mas de Arapongas, no interior do estado. O card completo conta ainda com outras superlutas e um undercard repleto de atletas da região.

WGP Curitiba

Data: 01/07

Local: Círculo Militar do Paraná (Largo Bittencourt, 187 - Centro, Curitiba/PR)
Horário: A definir
Transmissão: Canal Combate, Fox Sports e Bandsports

 

Card Principal

Bonus Fight 1

Peso Pesado (94,1 kg)

Ariel Machado (Hemmers Gym / CWB Fight Club - BRA) vs Lucas Alsina (Picante Fight Club - ARG)

Bonus Fight 2

Peso Super-Pesado (+94,1 kg)

Jhonata Diniz (Santa Fé Team - BRA) vs Carlos 'Cliford' Meza (Team Fight Center / Team Pain - PAR) 

Main Event: WGP Super Lightweight Title Bout

Peso Super-Leve (64,5 kg)

Guilherme 'Ceará' Sanchos (Ceará Team) vs Paulo Tebar (Veras TK / CT Viscardi Andrade)

Challenger GP: Final

Peso Super-Leve (64,5 kg)

Vencedor da Semifinal 1 vs Vencedor da Semifinal 2

International Super Fight

Peso Casado (73 kg)

Rafael Teixeira (Teixeira Team / ARENA - BRA) vs Sebastian 'Tata' Martino (Don Team -ARG) 

Super Fight

Peso Meio-Médio (71,8 kg)

Max Koubik (Yamauchi Team) vs Anderson 'Buzika' (Inside Munil Adriano)

WGP Super Fights

Challenger GP: Semifinal 2

Peso Super-Leve (64,5 kg)

Samuel Pereira (Ponto 1 Fight) vs Jordan Kranio (Teixeira Team/ARENA)


Challenger GP: Semifinal 1

Peso Super-Leve (64,5 kg)

Vinicius Bereta (União ABC) vs Inglesson de Lara (Free Spirit)

Super Fight

Peso Super-Leve (64,5 kg)

Petros 'Cabelinho' Freitas (World Strong Fight Team) vs Sebastian 'Seba' Juarez (Team Sud Atlantico - ARG)

Super Fight

Peso Leve (60 kg)

Fabricio Zacarias (Immortal Fight Team) vs TBA

Banner

Comentários

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Filtrar notícias por data:

« Julho 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: