Banner

Você está aqui:Home/Últimas Notícias/UFC 212: O que pensam os atletas do card principal
A+ R A-
31 Mai

UFC 212: O que pensam os atletas do card principal

  • Escrito por  Primeiro Round
  • Imprimir
  • E-mail
Avalie este item
(0 votos)
UFC 212: O que pensam os atletas do card principal Divulgação

O UFC 212: ALDO x HOLLOWAY acontece no próximo sábado, dia 3 de junho, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, com José Aldo e Max Holloway lutando pela unificação do cinturão Peso-pena. Confira o que os campeões e outras estrelas do evento têm a falar antes das suas lutas:

José Aldo: “O Max Holloway é o único adversário na divisão que eu ainda não venci, essa é a luta certa hoje. Nos últimos meses, muita coisa aconteceu, pensei em parar um pouco, mas recebi um apoio incrível dos fãs, que gostam de me ver lutar e querem continuar por muito tempo. O carinho que eles têm comigo é muito grande e é mais um dia de alegria poder lutar para eles aqui no Rio de Janeiro.

Todas as vezes que lutei por aqui, a luta foi memorável, isso é um fato. Estou preocupado apenas com o meu lado, não com o que ele vai fazer, mas posso garantir que treinei muito, estou muito preparado e vem mais uma luta memorável por aí.”

Max Holloway: “Muita gente acha que essa vai ser a luta do ano. Eu concordo, mas também acho que pode ser uma luta totalmente dominada por um lado só. Vamos ver quem vai chegar no sábado e mostrar a que veio. O Aldo é um grande lutador e eu estou muito feliz de lutar com um cara como ele. E que lugar melhor para isso do que na casa do cara, no Rio de Janeiro? Eu e minha equipe o estudamos muito e sabemos que ele se coloca em situações de risco durante das lutas. Mas um mágico não conta seus truques, então só posso dizer que vi furos no jogo dele e vou explorá-los no sábado.

Eu já fui o azarão, já fui o favorito, já fui vaiado e já torceram por mim. Mas no final do dia, só serei eu e ele lá dentro do octógono. E vou mostrar o que venho fazendo nas últimas seis semanas.”

Claudia Gadelha: “Todo mundo pode esperar uma nova Claudia Gadelha no sábado: mais inteligente, mais estratégica e muito mais bem condicionada. Aprendi o jeito certo de cuidar do meu corpo e prepará-lo para a luta. E vai ser melhor ainda mostrar o meu novo jogo no Rio de Janeiro. A minha melhor luta no UFC foi aqui, no UFC 190, meus melhores amigos estão aqui e foi aqui que construí minha carreira no MMA.

Respeito muito a Karolina, ela representa bem a divisão peso palha, que, na minha opinião, é a mais talentosa do MMA feminino. Mas me vejo vencendo e por finalização.”

Karolina Kowalkiewicz: “Eu só tenho uma expectativa para a luta de sábado: vencer. Esse é o UFC, tudo pode acontecer. Ela é uma grande adversária, mas quando penso na luta, penso apenas no meu braço levantado no final. Quero muito essa vitória porque sei que ela vai me colocar no topo do ranking da divisão e no caminho da Joanna novamente.”


Vitor Belfort: “Para essa luta, eu quis voltar ao básico, me reinventar. Fiz um camp no Canadá, totalmente longe da minha família, algo que não fazia há muito tempo. Eu acho que se você quer mudar, você precisa mudar, precisa fazer alguns sacrifícios. Eu estou procurando reencontrar a minha paixão pela luta. Essa luta pode ser o final ou pode ser começo. Eu não tenho mais nada a provar, só me divertir.  Tenho muito respeito pelo meu adversário, espero uma grande luta e uma grande noite.”


Nate Marquardt: “Eu respeito muito o Vitor, ele é um grande lutador e fez muito pelo esporte. Eu o assisti muito quando jovem e estou muito feliz de poder entrar no Octógono com ele. Acho que saber que eu lutaria com o Vitor me fez treinar ainda mais. O estilo do Vitor é muito agressivo, ele vai sempre em busca da finalização e não gosta de deixar na mão dos juízes. O meu jogo encaixa bem com lutadores desse estilo e acho que teremos uma grande luta.”


Raphael Assunção: “O Marlon é um cara que conheço, um grande atleta. O meu objetivo é impor meu jogo e fazer uma luta limpa. A categoria agora está em aberto, por conta da lesão do Cody Garbrandt, então sinto que estou a uma luta de ser o próximo desafiante ao cinturão dos galos.”

Marlon Moraes: “Eu estou muito feliz de estar lutando no UFC, quero entrar logo no Octógono e mostrar para todo mundo e para mim mesmo o que posso fazer. E saber que vou fazer a minha estreia perto de casa, na frente da minha família, dos meus amigos, torna a experiência ainda mais incrível.

Sou um cara que não desiste nunca e que veio para bagunçar essa categoria. O Raphael é um cara muito experiente, mas eu estou preparado para vencer. Quero fazer a luta da minha vida e começar com o pé direito. E os fãs do UFC podem sempre esperar guerras quando se tratar de lutas minhas.”

UFC 212: ALDO x HOLLOWAY

CARD PRINCIPAL

Peso-pena: José Aldo x Max Holloway

Peso-palha: Claudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz

Peso-médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt

Peso-médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose

Peso-meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros

CARD PRELIMINAR

Peso-galo: Raphael Assunção Marlon Moraes

Peso-médio: Antônio “Cara de Sapato” x Eric Spicely

Peso-galo: Johnny Eduardo x Matthew Lopez

Peso-leve: Iuri AlcantaraFelipe “Sertanejo”

Peso-galo: Luan Chagas x Jim Wallhead

Peso-palha feminino: Viviane “Sucuri” x Jamie Moyle

Peso-mosca: Marco Beltran x Deiveson Alcantara

 

Banner

Comentários

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Filtrar notícias por data:

« Julho 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31            

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: