Imprimir esta página
23 Mar

Parceria entre UFC, Canal Combate e Mixer Films, "Viver para Lutar" estreia no próximo dia 27

  • Escrito por  Primeiro Round
Avalie este item
(0 votos)
Parceria entre UFC, Canal Combate e Mixer Films, "Viver para Lutar" estreia no próximo dia 27 Marcio Valle

Três continentes, cinco países e mais de 30 mil quilômetros percorridos. De norte a sul, de leste a oeste, de avião, de carro e a pé. Por longos três meses, Rodrigo Minotauro atravessou um extenso labirinto para desvendar os segredos de seis artes marciais que ajudaram a moldar o que hoje é o MMA. O resultado desse passeio pelo mundo das lutas vai ao ar na série documental "Viver para lutar", coprodução do UFC, Combate e MixerFilms que o canal de lutas exibe, em seis capítulos, a partir do dia 27.
  

 

"Em toda a minha vida eu vivi de arte marcial e mesmo com todos os cinturões, vitórias que conquistei, essa foi a experiência mais incrível de toda a minha vida. Estar no berço das artes marciais, poder experimentar aquilo da fonte, ao lado de lutadores e dos mais importantes mestres de cada modalidade, ouvir, conversar, perguntar, acompanhar o dia a dia, a alimentação, a cultura, foi um grande aprendizado. Estar ao lado de tudo que há de mais alto nível nesses esportes é um sonho realizado", contou Minotauro.
   

 

No episódio de abertura, que será exibido na segunda-feira, dia 27, às 20h, Minotauro vai até Bangkok, na Tailândia, para acompanhar de perto a rotina dos atletas de muay thai. Durante a visita, o ex-lutador é apresentado ao ídolo da modalidade Buakaw Banchameck, vencedor de mais de 200 lutas e campeão do famoso K1, além de acompanhar treinamentos e combates em arenas do tamanho de estádios de futebol, como o famoso Rajadamnern.
   

 

"Foi uma das cidades que mais me identifiquei, por toda a forma como a arte marcial é levada e pela influência que ela exerce sobre o povo local. Gostei tanto que fiquei mais algumas semanas lá por conta própria e aprendi muita coisa interessante, tanto na parte técnica quanto na filosofia de vida", destaca Minotauro.
  

 

Com direção geral de Rodrigo Astiz e direção de Nikolas Fonseca, ambos da Mixer Films, a série acompanha a saga de Minotauro, que passou ainda por Rússia, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos, onde vivenciou a rotina de treinos dos atletas de sambo, caratê, judô, taekwondo e wrestling:
   

Sinopses dos episódios, por ordem de exibição:
 

TAILÂNDIA - Na Tailândia, Minotauro visitou um dos maiores lutadores de Muay-thai de todos os tempos, Buakaw Banchameck, vencedor de mais de 200 lutas e campeão do famoso K1, além de acompanhar treinamentos e combates em arenas do tamanho de estádios de futebol, como o famoso Rajadamnern.

COREIA - Na Coreia, esteve com o primeiro medalhista olímpico de Taekwondo, mestre Kuk Hyung Jung (Ouro em Seoul, 1988) e conheceu e treinou com a atual campeã olímpica da modalidade na Rio 2016, Hye-ri Oh.

JAPÃO 1 - Viajando para a Ilha de Okinawa, Minotauro vestiu o kimono que sempre quis vestir para entender de onde surgiu uma das artes marciais mais praticadas no mundo, o Caratê. Por lá, treinou com o Sensei Minoru Higa, graduado com o incrível décimo dan e responsável pelo Dojo da Kyudokan, conhecido pelo estilo original do caratê, o Shorin-ryu. Por fim, na avenida principal da capital Naha, Nogueira se emocionou ao ver mais de quatro mil pessoas executando o mesmo movimento de Kata para bater o recorde mundial.

RÚSSIA - Rodrigo Minotauro foi até Moscou, capital da Rússia, para conhecer melhor a arte marcial que tanto o desafiou ao longo de sua carreira: o Sambo. Para isso, visitou a escola e academia Sambo 70, templo da luta agarrada russa. No celeiro dos maiores nomes desse esporte, Minotauro acompanhou e participou dos treinamentos da equipe profissional, conheceu as crianças que também estudam por lá e se aprofundou na trajetória de dois lutadores de destaque.
 

EUA - Recebido pelo multicampeão mundial e bi-campeão olímpico, o técnico John Smith, Minotauro acompanhou a árdua rotina de treinos da Oklahoma State University (OSU), formadora de nomes famosos no UFC, como Jhony Hendrix e Daniel Cormier, e se impressionou com o garoto Dean Heil - All American, detentor do título nacional e possível futuro lutador de MMA.
 

JAPÃO 2 - No Japão, também tivemos mais uma parada. Entre Tokyo e Osaka, Minotauro voltou a seu esporte de origem e acompanhou o maior campeonato de Judô junto à Universidade.